Outubro Rosa

Rating: 5.0. From 2 votes.
Please wait...
Postado por
Postado em
Tags:
Outubro Rosa

Oi, leitoras lindas! Tudo bem com vocês? Primeiramente queria pedir desculpas por estar postando só hoje esse texto… Era pra ter sido postado no mês passado, mas para melhor funcionamento do Blog, para ficar cada vez mais a nossa cara, tivemos que deixar o blog fora do ar por alguns dias.

Enfim… Sei que estava combinado que, por um bom tempo, eu iria contar sobre a minha história, sobre como eu superei, e ainda supero, minha deficiência física, sobre como eu levo a vida numa boa, sempre com as limitações, mas que nada impede a minha felicidade, NADA. Mas, Deus colocou uma vontade maior no meu coração nessas últimas semanas… Parei para pensar que não só eu, como muitas pessoas no mundo, tenho uma história incrível de superação. Muitas das minhas leitoras podem passar pelo mesmo que eu passo, consigo mesma ou com alguém da família, e precisa de uma luz, um apoio, mas muitas estão passando por limitações diferentes da minha, então decidi trazer uma nova história pra vocês, a história de superação de outra pessoa, com uma “limitação” diferente que, graças ao Pai Maior, não foi e nem é eterna. Uma pessoa que eu conheço, já amava e admirava e agora amo e admiro ainda mais!
Meninas, esse post de hoje é, de longe, desde que eu comecei a escrever no blog, o post mais lindo que eu vou escrever, de coração! O dia que eu li o conteúdo do post foi impossível não se emocionar! (Manteiga derretida, né? Não é fácil…. HAHAHA!) 

Eu estava pensando, desde o dia que eu tive a idéia de escrever sobre o assunto, como eu escreveria, como eu deixaria ele maravilhoso e que tivesse todo o amor e carinho que ele merece. Pois bem! Pensei, pensei , pensei e eis que estou aqui, colocando todo o meu coração e eu espero que vocês gostem!

Posso começar fazendo uma pergunta pra vocês?

Que mês estavamos? Qual o significado deste mês?

Se você pensou “OUTUBRO ROSA” acertou! O “Outubro Rosa” é o mês de prevenção ao câncer de mama e hoje o post é direcionado à ele.

Hoje vim contar a história da Ana Lúcia Teixeira Pereira, “Ana Lua” para os íntimos. A Ana Lua passou pelo câncer de mama e superou – o lindamente, meses atrás.

Conversei com a Ana sobre a doença. Ela me contou quando descobriu, o que sentiu, importância de amigos e família, processos, superação, tudinho! Foi uma linda conversa e que eu tenho certeza que pode ajudar todas as mulheres que estão passando pela mesma situação que ela já passou. È uma história de superação maravilhosa, cheia de emoção, bom humor, fé e gratidão. Segue embaixo a nossa conversa:

Eu: Quando você descobriu?

Ana Lúcia: Em abril de 2015, senti meu seio esquerdo duro e tive dores… Tinha consulta de rotina no ginecologista marcada para maio, mas antecipei para abril. A partir dali começaram os exames de imagem ( mamografia, eco mamária…). Até o dia que cheguei no mastologista para saber o resultado da biópsia. Nesse dia, fui acompanhada com meu marido, filho, irmã e irmão. Ainda bem, por que foi um “choque”!!!

Eu: Como se sentiu naquele momento?

Ana Lúcia: Naquele momento me fiz todas essas perguntas: “Eu com câncer? Como assim? Por que eu?”. Chorei junto com a minha família (depois que fiquei curada eles me disseram que já sabiam o resultado da biópsia, foram preparados). A palavra “câncer” assusta. Quando falavam: “a “fulana” tem câncer”… Eu dizia: Tão nova, coitada!!!

“Nos primórdios do século XX, a sociedade enxergava o câncer como uma condenação à morte, o que fez com que muitas pessoas não acreditassem que um tratamento adequado poder levar, sim, à cura do câncer”.

Eu: Como foi o processo de quimioterapia, fisica e psicologicamente falando? Qual foi a importância dos amigos, familiares e colegas?

Ana Lúcia: Antes de começar o tratamento, fui num terapeuta ( psiquiatra), que me acompanhou durante todo o processor de cura. Faço terapia até hoje!!!

O tratamento:

– Cirurgia para colocar o catéter;

– Quimioterapia;

– Cirurgia para retirada do nódulo (e deixar os seios iguais e bonitos);

– Mais uma cirurgia;

– Radioterapia.

Tudo correu bem, nunca desisti, graças a Deus… A fé, a terapia, as orações, o pensamento positivo, a presença da família e amigos é fundamental em um momento desses. Meu marido cozinhava para mim nos dias de quimio, pois eu ficava com a imunidade baixa. 

Eu: Como você lidou com o câncer?

Ana Lúcia: Foquei na cura. Vivi um dia após o outro, sabia que todo processo era para minha melhora. #XÔCÂNCER #CÂNCERTEMCURA

Eu: Em algum momento a doença foi mais forte que você, a ponto de pensar em desistir?

Ana Lúcia: Eu viajei (apenas para lugares do RS, foi o máximo que meu oncologista liberou), fui em shows, fiz cursos… Não deixei de curtir a vida. Nunca desisti. Por isso chamam as pessoas que têm câncer de guerreiros, por que são várias batalhas dentro da guerra contra essa doença.

Eu: O que mudou na sua vida? Como você se sente hoje?

Ana Lúcia: O que mudou na minha vida? Como me sinto hoje?

– Estou feliz;

– Tenho mais fé;

– Penso mais em mim e nas pessoas que eu amo;

– Não me preocupo com picuinhas e fofocas;

– Aproveito a vida, dou mais valor a cada momento;

_ Viajo. Quero conhecer muitos lugares antes de ir lá pra cima;

Fisicamente falando: Hoje estou bem, com uns quilinhos a mais. Sempre falava para as minhas amigas durante a doença: “Além de ter câncer, estou gorda!!! Daí é demais, né? (risos)”

Eu: Como ficou sua auto – estima com a perda dos cabelos?

Ana Lúcia: Antes de começar as químios fui a Porto Alegre e comprei uma peruca com cabelo natural, depois eu e meu filho raspamos o cabelo ( minha sobrinha e minha ex nora ajudaram). Demos muitas risadas. Meu marido não precisou, pois já é careca… (risos)

Enfim… Comecei as químios preparada… Sempre tirando ‘selfie’ com meu cabelo novo. Usei lenços, toucas, chapéus… Assim que meu cabelo começou a crescer já comecei a curtir e não usar mais peruca.

Eu: O que você leva desse momento da sua vida? Houveram mudanças no seu interior após o câncer?

Ana Lúcia: Foi um ano difícil, até bloqueei algumas coisas na minha memória. Guardo o lado bom:

– A importância da família ao meu lado todo o tempo, amooo muitooo;

– O valor de uma amizade. Vou levar para o resto da vida essas amigas no coração;

– Ter fé. Falar e sentir Deus, sempre agradecendo por tudo que tenho e por me dar o direito de viver mais uns anos aqui nessa dimensão.

Lindo, né meninas? Me emocionei lendo o conteúdo depois da nossa conversa e me emocionei agora escrevendo aqui para vocês! Essa mulher é um ser de luz, de verdade. È de uma garra, sabedoria e senso de humor maravilhoso, e admirável, além de ser maravilhosa de linda, por dentro e por fora!

Ana Lua, eu te agradeço imensamente por ter disponibizado minutos do teu tempo para que conseguíssemos fazer esse trabalho maravilhoso, que foi o de contar essa tua história linda! Como eu disse lá em cima, como eu já te disse milhões de vezes: Eu te adorava e admirava antes, e hoje adoro e admiro ainda mais! Tu és sensacional, ser iluminado de Deus e merece o melhor sempre! Grata à Deus por tua vida, grata por tu fazer parte da minha vida! Sou só gratidão e admiração! Que o nosso Pai Maior continue te abençoando cada vez mais e conservando esse teu jeito maravilhoso de ser e viver a vida! Beijão <3

Então é isso, meninas, espero que vocês tenham gostado do post de hoje e que sirva de inspiração, ajuda, para você ou alguém que você conheça, que esteja passando por isso também. Beijão, amores! <3

 

3 comentários

  1. Jéssica R. Vargas Wiethan disse em novembro 8, 2017 Responder

    Que lindo texto, Valentina!! A Ana Lucia foi minha profe no pilar, bom saber que ela venceu essa luta e está bem, glórias a Deus!!

    Rating: 5.0. From 1 vote.
    Please wait...
    1. valentina.aragones disse em novembro 8, 2017 Responder

      Obrigada, Jé! QUe bom que gostou! Fiz com o amor que a Ana merece! Simmm, ela estava no PIlar ainda quando eu era aluna, mas não fui sua aluna. 🙁 Fico muito feliz que ela tenha se curado e levado isso super numa boa, como deu pra ver.. ela é demais!!! Beijão! <3

      Rating: 5.0. From 1 vote.
      Please wait...
  2. Camila Freitas disse em novembro 9, 2017 Responder

    Que lindo Valentina, uma linda história de superação!
    Que a Ana Lu seja muita feliz na vida nova e continue tendo muita fé!
    Beijão!

    No votes yet.
    Please wait...

Deixe uma resposta

Nota: Os comentários no site refletem as visualizações de seus respectivos autores e não necessariamente as visualizações deste portal. Os membros são convidados a abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *

*
*